Reciclar jarra e cesto em trapilho

Fotografia1232

Fotografia1230

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Feitas em ponto baixo de crochet , comecei por fazer o fundo redondo com aumentos em todas as carreiras até chegar ao bordo das peças, depois diminuí para começar a subir, trabalhei várias carreiras até conseguir introduzir a peça dentro, as restantes carreiras foram efetuadas em torno da peça até ao final, as últimas carreiras diminui um pouco para sair fora da peça e ficar seguro.

Porta moedas em crochet

Fotografia1228

 

Fiz este porta moedas só para experiência, acho que não ficou mal, vou fazer mais para dar de presente no Natal. Foi fácil de fazer. Comecei com malha baixa em circulo, efectuei 5 carreiras sempre a aumentar com cuidado para não encaracolar até ficar da largura do fecho, na 6 e 7 carreira comecei a diminuir ao longo das carreiras para começar a ganhar a forma abaulada. De notar que este fio que usei é grosso, se usar um fio mais fino e consoante o tamanho de porta moedas que pretende terá de fazer mais carreiras.

Nas restantes carreiras e continuando em circulo fiz este ponto que mostro na figura em baixo.

ponto-porta moedas

Depois de terminado, cosi o trabalho ao fecho, comprei um fecho com buracos porque acho que é mais fácil coser e fica mais forte.

Espero ter ajudado com esta simples explicação, qualquer dúvida não hesite em me contactar.

Poncho em tricot com gola alta

Poncho maria - 2

DSC02094

Mais um poncho que fiz para a minha grande amiga Maria João de Canas de Senhorim. Feito em 5 partes, começar de baixo  e diminuir a partir do cotovelo, primeiro uma malha de 2 em 2 carreiras e quando chegar ao ombro começar a diminuir em todas as  carreiras, não termina as partes. Vai colocando por ordem as partes numa agulha, quando estiverem todas terminadas começa a trabalhar a gola, vai diminuindo mais umas malhas até estar na largura pretendida.

Poncho com gorro em tricot


DSC02092Poncho com gorro, frente e traseira com desenho igual. Separadamente faz quatro partes, a traseira, a da frente e as dos lados. Têm todas as mesmas medidas e só começa a matar quando chega perto do ombro.  A frente tem um decote em V.

Casaquinho em tricot para bebe

DSC00882

Este casaquinho de bebe é traçado e apanhado dos lados com os lacinhos conforme podem ver na imagem. Feito para um recém nascido, as costa tem 62 malhas, e as frentes começam também com 62 malhas, o fio é fino. O cós é feito em ponto de liga e meia alternado. Inicia o trabalho com as costas, depois de terminado o cós começa pelo lado direito com a 1ª malha  em ponto liga que é o inicio da carreira, o ponto começa a ser feito a partir da 2ª malha.  Na 2ª malha retira para a agulha sem a fazer, a 3ª é feita em ponto de meia ou ponto meia trico e de seguida dá uma laçada e vai apanhar a 2ª malha  que retirou para a agulha sem a fazer passando por cima da malha feita e da laçada, o resto da carreira é feito sempre do mesmo modo (tira uma malha sem fazer, faz a seguinte em ponto meia, dá uma laçada e vai apanhar a malha que foi retirada sem a fazer passando-a por cima da malha feita e da laçada, fica um efeito parecido aos torcidos) faz este esquema até ao fim da carreira e termina com um ponto liga. O lado do avesso é todo feito em ponto liga. E é sempre assim até terminar as costas.

As frentes são feitas com o mesmo ponto, começa com as 62 malhas e vai diminuindo até fazer o efeito, conforme a imagem.

Tapete e puf em trapilho

tapete e poncho

Agora foi a vez do trapilho, resolvi experimentar trabalhar com este fio. Fiz para o meu quarto, acho que correu bem. Feito em crochet com malha baixa. Para forrar o Puf, primeiro comecei em redondo como se estivesse a fazer um naperon, fui acrescentando malhas até ter o tamanho da base do Puf, depois deixei de aumentar e continuei o trabalho até chegar ao topo do puf, aí coloquei o puf dentro e terminei diminuindo até fechar. Feito com uma agulha e em malha baixa.

Casaco comprido em Tricot

casacocomprido

Casaco comprido em tricot. Foi feito com lã grossa . As frentes e costas são feitas ao mesmo tempo, não tem costuras. Começa o trabalho por baixo, contando as malhas que precisa para as costa e frentes, sempre a direito sem aumentar malhas. Quando chegar à altura de fazer as cavas, conta e separa as malhas necessárias para a uma frente e trabalha essa frente até ao fim. Nas restantes malhas mata 4 malhas e conta as necessárias para fazer as costas, trabalha as costas até ao fim. Nas restantes malhas mata mais 4 malhas e as restantes trabalha até ao fim.  As mangas são feitas normalmente, começa com a lã de cor preto e quando tiver a altura pretendida, começa com a cor verde.  O cós à volta é feito em separado e depois è cozido no fim quando o casaco tiver as mangas.